POLÓNIA

A Nossa Experiência Erasmus: Descobrir a Polónia

Pôr do sol na Cidade Velha de Cracóvia na Polónia

Foram razões muito específicas que levaram à nossa escolha de fazer Erasmus em Varsóvia (estão todas explicadas aqui). Mal soubemos que o nosso destino era a Polónia, e que iríamos juntos fazer Erasmus, começamos logo a pesquisar. Queríamos saber mais sobre o país para onde íamos viver durante cerca de meio ano. Rapidamente encontramos vários sítios que sabíamos que teríamos de explorar. Na realidade, a Polónia é o 9º maior país da Europa e tem mesmo imensos lugares a visitar. Partilhamos estas pessoas com várias pessoas, com as quais criamos memórias muito especiais. Ficamos em casa de alguns amigos, aos quais gostaríamos de agradecer! Sem mais demoras, aqui ficam as cidades polacas que conseguimos visitar durante o nosso Erasmus!

Łódź

Łódź é provavelmente a cidade menos turística que irão encontrar nesta lista. No entanto, foi a nossa primeira viagem Erasmus, poucas semanas após temos aterrado em Varsóvia. Muitas pessoas pensam que esta cidade não vale a visita, mas para uma daytrip é bastante conveniente (ficando apenas a duas horas de autocarro de Varsóvia). Queríamos mesmo dar uma oportunidade a esta cidade e não nos arrependemos nada da nossa decisão! A cidade é bastante industrial, o que também pode ser um bom motivo para a visitar. Curiosamente, Łódź é também uma das cidades mais “verdes” da Europa.

Nem todas as cidades têm de ser as mais bonitas. Afinal, a beleza não é a nossa principal razão para viajar. Chegamos numa calma manhã de Domingo e sentimos quase como se tivéssemos a cidade só para nós. Deambulamos pela rua Piotrkowska fazendo caminho até ao Manufaktura, uma fábrica de têxtil transformada agora num centro comercial. A arquitetura vale a visita, mesmo que não queiram comprar nada! A cidade é bastante conhecida também pela sua arte urbana. Está presente por todo lado na forma de grandes murais, que enchem os prédios de cor.

Se estiverem interessados em saber mais sobre a cidade, visitem o blog da Kami aqui.

Mural numa parede em Lodz na Polónia

Complexo Manufaktura em Lodz na Polónia
Mural num restaurante na cidade de Lodz

Toruń

A beleza de Toruń não é segredo para aqueles que conhecem a Polónia. Contudo, é uma cidade pouco conhecida pela maioria dos Europeus. A razão principal que nos levou a visitar esta cidade, foi mais uma vez a sua conveniência (perfeita para uma daytrip de Varsóvia). No entanto, existem infinitas razões para passar mais do que algumas horas em Toruń!

A cidade é conhecida como o local de nascimento de Nicolau Copérnico, pelo que não é surpresa que o Planetário seja uma das principais atrações. Contudo, a zona antigsa, é sem dúvida, a jóia da cidade, repleta de arquitectura Gótica. Não damos muita importância a prémios, mas não é por acaso que é considerada Património Mundial da UNESCO, e uma das Sete Maravilhas da Polónia. Subir à torre da Antiga Câmara Municipal custa um pouco para quem está fora de forma, mas vale pela vista panorâmica sobre Toruń!

Por fim, algo que têm de experimentar sem falta, Gingerbread (pão de gengibre não é bem a mesma coisa!). Pierniki Toruńskie é um ícone da culinária Polaca e uma delícia que não podem perder! Na nossa opinião, vale esperar, mesmo que a fila seja longa. E sim, para os mais gulosos, existe uma versão coberta de chocolate também! Se estiverem mesmo curiosos, podem incluir no vosso itinerário um visita ao Living Museum of Gingerbread.

Após lerem tudo isto, provavelmente já sabem que Toruń se tornou uma das nossas cidades favoritas, e queremos muito voltar!

Vista sobre Torun na Polónia

Antiga Câmara Municipal de Torun na Polónia
Torre da Antiga Câmara Municipal de Torun na Polónia
Vista sobre a Cidade Velha de Torun na Polónia

Tricity: Gdańsk, Sopot e Gdynia

Existem imensas coisas para visitar no norte da Polónia. Uma visita ao Tricity estava no nosso itinerário já antes de chegarmos a terras polacas. Estas três cidades são bastante diferentes, mas todas valem a pena visitar. Gdańsk é sem dúvida a cidade mais pitoresca, com a sua colorida zona histórica. Sopot é a escapadinha de praia, e apesar de a termos visitado num dia cinzento, foi maravilhoso ver o mar novamente. Para além disso, o Grand Hotel parece saído de um filme do Wes Anderson. Gdynia é repleta de joias arquitetónicas e marcada por uma história bastante singular (a cidade foi construída por decreto do Governo Polaco num espaço de tempo bastante curto no anos 20).

Gdańsk foi a nossa base para estes dias. Adoramos acordar na cidade com os seus encantadores edifícios. Um dos nossos momentos favoritos foi explorar o calmo Parque Oliwa. O Outono é a altura perfeita para se perderem neste parque e se maravilharem com o cair das folhas.

Gdańsk esteve no centro da história moderna Polaca, e os marcos a celebrá-la encontram-se por toda a cidade. Na altura que lá estivemos, adoramos (principalmente eu, Maria) aprender um pouco mais visitando o Centro Europeu para a Solidariedade. Um novo museu histórico abriu em Março de 2017, o Museu da Segunda Guerra Mundial, que está na nossa lista a visitar.

Grand Hotel em Sopot na Polónia
Cais em Gdynia na Polónia
Praia em Gdynia
Vista sobre Gdansk no norte da Polónia

Cracóvia

A nossa chegada a Cracóvia foi uma que não iremos esquecer. Foi a primeira vez que sentimos mesmo o gélido tempo Polaco. Foi ainda no final de Outubro, mas foi o momento em que percebemos que as roupas que tínhamos trazido de Portugal não seriam suficientemente quentes para enfrentar o Outono (e muito menos o Inverno!). Nessa mesma noite, decidimos fazer uma Free Walking Tour pela cidade com amigos portugueses, e podemos dizer que todos sentimos os nossos pés a congelar um pouco! Ainda assim, aguentamos todo o frio e lá exploramos. Na verdade, o próprio guia estava com frio e acabou por encurtar um pouco a tour.

Se estiverem bem agasalhados, Cracóvia é uma daquelas cidades por onde é bastante fácil andar (bem como a maioria das cidades Polacas que visitamos), sem as inclinações que caracterizam algumas cidades portuguesas. O Caminho Real é o itinerário perfeito para explorar a zona Histórica Medieval, mas o Bairro Judeu é também uma zona a não perder.

Visitamos o Castelo Wawel e ficamos maravilhados pela variedade de estilos e toda a panóplia de belíssimos telhados. Uma vez que ainda tínhamos tempo antes do nosso comboio, decidimos aproveitar este tempo da melhor forma… desperdiçando-o. Enquanto planeava os nossos dias em Cracóvia, encontrei o Monte Kościuszko e decidi que precisávamos mesmo de o subir. Após nos termos perdido um pouco (ou bastante… uma vez que estivemos tempo considerável a andar no sentido oposto), finalmente conseguimos apanhar o elétrico certo. No entanto, após subirmos até ao Monte (sim, existe uma espécie de subida antes de se puder subir o Monte em si), fomos surpreendidos pelo facto de que este se encontrava fechado devido ao nevoeiro. Costumamos dizer que todas as viagens têm o seu falhanço… este levou algum tempo a esquecer devido à longa caminhada que já tínhamos feito. Uhm, já mencionamos que estava mesmo frio nesse fim-de-semana?

Por fim, uma vez em Cracóvia, não podíamos não ir até Oświęcim para visitar o Campo de Concentração de  Auschwitz-Birkenau. Palavras não são suficientes para descrever esta experiência, mas encorajamos definitivamente toda a gente a aprender um pouco mais. Aprender sobre o passado da história Humana, incluindo os seus momentos mais sombrios, é uma das chaves para podermos todos evoluir para um futuro mais positivo.

Pôr do sol na Praça Principal em Cracóvia na Polónia

Parede de outono no Castelo de Wawel em Cracóvia
Telhados no Castelo de Wawel em Cracóvia na Polónia

Kazimierz Dolny

Kazimierz Dolny é uma bela pintura no Verão. Colinas verdes a cair sobre o rio, galerias de arte espalhadas por esta pequena vila e o sol a brilhar gloriosamente enquanto toda a gente passeia pelas ruas. No Inverno… a pintura é bem diferente. A maioria das galerias estão fechadas, as colinas já não estão verdes e contam-se pelos dedos as pessoas que se vêem nas ruas. Ainda assim, não deixa de ser uma bela pintura. Cada estação tem o seu encanto. Não existe nada mais entusiasmante do que o sentimento de ter um lugar só para nós mesmos, sem selfie-sticks a cobrir as vistas (a não ser claro, o nosso), sem filas ou grandes confusões. Nós éramos, sem dúvida, os únicos não-locais no mercado desta vila. Éramos os únicos no restaurante onde degustamos comida Polaca, e nos aquecemos um pouco para continuar a nossa visita. E depois éramos os únicos no café de sobremesas. Terminamos a nossa viagem com um gelado bem fresquinho (sim, nós apercebemo-nos da lógica desta situação…).

No final de contas, acabamos por passar um dia maravilhoso em Kazimierz Dolny. Gostaríamos de voltar num dia com menos nevoeiro e menos sombrio. E, se não for pedir muito, num dia com céu azul e colinas verdes de preferência!

Mercado em Kazimierz Dolny

Nós no miradouro em Kazimierz Dolny na Polónia
Árvore de Natal em Kazimierz Dolny na Polónia
Restaurante em Kazimierz Dolny na Polónia

Existe imenso para explorar na Polónia! É um destino de sonho para qualquer viajante, devido à diversidade de coisas para ver. Existiam ainda imensos sítios na nossa lista que adoraríamos ter visitado, mas que infelizmente não tivemos tempo (usamos bastante do nosso tempo para conhecer outros países também). O top 3 de destinos que ficaram por visitar: Wrocław, Białystok (especialmente a floresta Białowieża) e Zakopane. Na nossa última viagem à Polónia, mais recentemente, conseguimos cortar Zakopane da nossa lista e adoramos! Temos a certeza que também vão adorar quando virem o post que estamos a preparar para vocês sobre esta espantosa região montanhosa!

Vejam os nossos artigos sobre a Polónia, já escrevemos alguns!

Uma nota final: Estas fotos são já um tanto antigas e tiradas antes de termos acesso a equipamento e conhecimento apropriado. Não estamos muito contentes com elas, mas achamos importante ilustrar o texto e as nossas experiências, mesmo quando as fotos estão bem longe de perfeitas.

Quanto a vocês, já estiveram na Polónia? Comentem abaixo os vossos destinos favoritos, ou alguns que querem muito visitar!

Faz pin deste post para veres mais tarde e para usares como guia para algumas das cidades polacas que tens de visitar!

A Polónia é o nono maior país da Europa e está repleto de locais a explorar. É o paraíso para qualquer viajante devido à sua diversidade e acessibilidade. Nesta publicação encontram várias dicas sobre as sete cidades que visitamos!
A Polónia é o nono maior país da Europa e está repleto de locais a explorar. É o paraíso para qualquer viajante devido à sua diversidade e acessibilidade. Nesta publicação encontram várias dicas sobre as sete cidades que visitamos!

Posts sugeridos para ti

2 Comentários

  • Gonçalo Henriques

    Este ano estou a pensar ir à Polónia e uma das paragens que quero fazer é em Gdansk. Para visitar esta cidade mais Gdynia e Sopot, quanto tempo é que aconselham? Já me disseram que Sopot é pequeno e Gdynia não tem assim muito para ver, de maneira que tinha pensado em dois dias completos… É suficiente?

    Abril 12, 2019 at 3:44 pm Resposta
    • Two Find a Way

      Olá Gonçalo! Visitar o norte da Polónia é uma ótima opção! Gdansk é a que tem mais para ver, Gdynia é a mais industrial, e Sopot um dos principais destinos balneares do mar Báltico. Nós tivemos 3 dias para explorar as três cidades: deu para ver bastante, mas gostávamos de ter ficado mais tempo. Com dois dias, talvez o nosso conselho seja deixar Gdynia para outra viagem, e dedicar um dia e uma manhã a Gdansk, e uma tarde a Sopot. Se tiveres qualquer outra questão relativamente ao teu itinerário não hesites em deixar outro comentário!

      Abril 16, 2019 at 11:50 pm Resposta

    Deixa um comentário

    Copyrighted Image